Publicado por: Joaquim Coelho | 13/10/2008

O Bairro das Fontainhas

Gosto imenso de falar do Bairro das Fontainhas, pelo seu passado, pela sua gente e pelo carinho que me ficou.

Recordo-me do tempo em que os miúdos brincavam na praia com berlindes, lançando-os de cova em cova. Os piões batiam com bastante ferocidade uns nos outros para se descobrir quem seria o vencedor do jogo. Brincavam com bolinhas caídas das árvores, soprando por um tubo de plástico na direcção dos companheiros.

As partidas de futebol à tarde terminavam com o anoitecer do dia, com o chamamento das mães lá do alto das Piteiras. Faziam casas e castelos das pilhas de madeira armazenadas na praia. Os catraios, em grupos, tomavam um território, delineavam o seu espaço brincando aos índios e aos cowboys.

No Verão, os rapazes brincavam na doca. Faziam-se provas de natação, apanhavam-se caranguejos e fugia-se ao cabo-de-mar. Os rapazes juntavam-se em grupos, jogando ao montinho e à bisca, para disputar os cromos dos jogadores da bola.

Aos sábados à tarde, realizavam-se partidas de futebol com equipas populares. Eram os Leões das Fontainhas, o S. Domingos, o Santa Maria, os Verdes, os Amarelos, o Santo, entre outros. Juntava-se muita gente em redor do espectáculo. Era o sentimento bairrista que falava mais alto e o meu coração estava nos Leões das Fontainhas.

Nota: Fotografia retirada do site Graffiti Setúbal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: