Publicado por: Joaquim Coelho | 01/11/2008

ÁFRICA NOSSA

AMARGO E DOCE ESTE CAMINHO
QUE TRANSCREVES HUMILHAÇÕES
COMO TRISTE É O POEMA
DA POBRESA QUE SÃO MILHÕES
A FOME FICA AQUI PERTO
NAQUELAS AREIAS PARADAS
A JUSTIÇA NÃO SENTIU DECERTO
O TEU GRITO, A TUA REVOLTA, MORADA
FICAS AUSENTE NO TEMPO
A MORTE TARDA A NÃO VIR
TEU CHORO VAI COM O VENTO
NA TUA ALMA AO PARTIR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: