Publicado por: Joaquim Coelho | 01/11/2008

PEDI AO VENTO

UM DIA PEDI AO VENTO,
A VERDADE CRUA E NUA
DO QUE PRETENDO SABER,
DESTE MUNDO TÃO DOENTE:
O TEMPO QUEBROU O VENTO
SEM ME DAR EXPLICAÇÕES
IGNOROU-ME OS RECTOS CAMINHOS,
QUE CONSTRUI NA MINHA MENTE.
E TÃO FARTO DE MENTIRAS
O VENTO FOI IGNORADO.
TORNEI-ME INDIFERENTE
DESTA MESQUINHA SABEDORIA
PORQUE A VERDADE TEM ESPINHOS
E ME ESCONDEM A RAZÃO
SÃO TÃO RICOS POBREZINHOS
IGNORANTES: TALVEZ NÃO.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: