Publicado por: Joaquim Coelho | 15/02/2010

CANETA MINHA

O MEU POEMA NASCEU
DE UMA CANETA ADORMECIDA
MALTRATADA E INOFENSIVA
IGNORADA E PERDIDA
FEZ-ME UM VERSO DE AMOR
COM UM CORAÇÃO GRANDE
RECORDOU-ME A INFÂNCIA
E ENTREGOU-ME A SONHOS MEUS
A MINHA CANETA É NA VERDADE
UMA ALEGRE E NOBRE REALIDADE
SEM IDADE E SONHADORA
FEITA DE TANTOS ENGANOS
E ANALIZANDO FRIAMENTE
FICANDO A PENSAR COMIGO
SERÁ PELO DOM, OU CASTIGO???
QUE O POEMA É MEU AMIGO

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: